top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Polícia Civil Combate Tráfico de "Maconha Gourmet"

O consumo de um tipo de maconha mais potente, que custa pelo menos 50 vezes mais caro que a maconha comum, chamou a atenção da polícia civil de São Paulo. A força-tarefa investiga grupos especializados na produção e tráfico desse produto.
Nos últimos três meses, a Delegacia de Investigação Sobre Entorpecentes (Dise) de Carapicuíba realizou ao menos três operações contra quadrilhas que vendem essa droga em áreas nobres da Grande São Paulo, como Alphaville e Santana de Parnaíba.
De acordo com o delegado Estevão Castro, a droga é misturada a compostos químicos que intensificam seus efeitos e alteram o aroma. "A droga é vendida em forma de pasta ou em um formato mais rígido. Eles misturam compostos químicos que potencializam o efeito", explica.
A venda dessa maconha é feita principalmente por meio de grupos de mensagens e entregue diretamente na casa dos usuários, diferentemente do tráfico convencional. "Esse tipo de maconha é vendido a um público específico, com maior poder aquisitivo. Geralmente, a entrega é feita pelo traficante diretamente na residência do usuário", diz o delegado.

fonte:CNN

Bình luận


bottom of page