top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Prefeitura de Lavras confirma caso de doença provocada por bactéria investigada após mortes em MG

Conforme a prefeitura, o caso foi registrado na escola cooperativa Nedi-Ufla; em São João del Rei, três crianças morreram e quatro foram internadas.


Escarlatina — Foto: Chiari/EPTV

A Prefeitura de Lavras (MG) informou na tarde desta sexta-feira (27) que foi registrado na cidade um caso de escarlatina, doença provocada pela bactéria Streptcoccus.
Conforme a prefeitura, o caso foi registrado na escola cooperativa Nedi-Ufla. A prefeitura também informou que a situação é monitorada em tempo real pela Vigilância em Saúde do município. Mais detalhes sobre a vítima ainda não foram divulgados.
No comunicado, a prefeitura pede à população que caso apresente algum sintoma, procure uma unidade de saúde do município.
A escarlatina é uma doença infecciosa e contagiosa que costuma ocorrer em crianças em idade escolar, durante a primavera. É transmitida pela mesma bactéria que causa amidalite, artrite, pneumonia, endocardite, impetigo e erisipela. Aulas suspensas após mortes no Campo das Vertentes As aulas de escolas municipais de São João del rei, Santa Cruz de Minas e Tiradentes foram suspensas após a morte de três crianças em São João del Rei e internação de outras quatro com diagnóstico ainda não determinado.
As investigações apuram se elas foram vítimas da bactéria Streptcoccus. Nos três municípios as instituições passam por uma desinfecção e limpeza generalizada. Espaços públicos, como praças e parquinhos também passam pelo processo.
A morte de outra criança que também teria se contaminado em São João del Rei também foi confirmada nesta sexta-feira (27) no Maranhão.

Prefeitura de Lavras informa registro de caso de escarlatina na cidade — Foto: Prefeitura de Lavras
Bactéria Streptococcus As autoridades de saúde investigam se a bactéria que causou mortes no Campo das Vertentes é a mesma que matou seis crianças em dezembro do ano passado no Reino Unido.
Geralmente, os quadros relacionados a essa bactéria são leves, mas algumas pessoas podem desenvolver sintomas mais graves.
Os incômodos mais comuns e menos preocupantes são dor de garganta e febre baixa. O Streptococcus do grupo A também pode causar escarlatina, marcada pela vermelhidão da pele, e febre reumática, que afeta articulações, coração e cérebro.
Na maioria das vezes, a doença é tratada com antibióticos e grande parte dos pacientes tem uma recuperação completa.
No entanto, em um número muito pequeno de casos, a infecção pode se aprofundar — e a bactéria vai parar nos pulmões ou na corrente sanguínea, por exemplo. Nessas situações, conhecidas como infecção invasiva por Strepcoccus, o quadro costuma ser mais grave.

FONTE:G1

Comments


bottom of page