top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Prefeitura reforça combate à dengue após aumento de 72% da doença em Varginha




Em apenas quatro dias, Varginha registrou 100 novos casos de dengue. O aumento foi de 72% no intervalo entre um boletim e outro emitido pela prefeitura. Neste início de ano, o município já registrou 246 casos da doença. Com isso, a administração municipal reforçou ações de combate ao mosquito transmissor.

Conforme dados do boletim municipal de dengue, no dia 19 deste mês, a cidade tinha 143 casos confirmados. Já no relatório divulgado nesta terça-feira (23), o número subiu para 246 no município, o que representa o crescimento de 72% entre os boletins.

Conforme dados do boletim municipal de dengue, no dia 19 deste mês, a cidade tinha 143 casos confirmados. Já no relatório divulgado nesta última terça-feira (23), o número subiu para 246 no município, o que representa o crescimento de 72% entre os boletins.

Conforme dados do estado, divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde, Varginha é o terceiro município do Sul de Minas com mais casos este ano, atrás apenas de Passos e Santana do Jacaré.

A situação epidemiológica ainda pode se agravar mais, segundo a vigilância ambiental de Varginha.

“A gente está em médio risco para transmissão. É uma contagem feita pelo Ministério da Saúde. A qualquer momento pode subir para alta”, destacou a coordenadora de Vigilância Ambiental, Vania Aparecida Silvério Nobre. De acordo com o Secretário Municipal de Saúde, o médico Adian Nogueira, a prefeitura organizou uma série de ações para frear a dengue na cidade. Segundo ele, foram comprados 15 mil testes para aumentar os diagnósticos e possibilitar o mapeamento dos bairros com mais casos registados.

“Tem intensificado com o controle da vigilância ambiental, com os agentes de saúde orientando nas casas das pessoas, pedindo para verificar onde há possíveis focos. Também intensificou, de segunda a sábado, a aplicação do fumacê para que evite, então, a contaminação e a propagação do mosquito da dengue”, disse o secretário.

Kommentit


bottom of page