top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Primeiro pedágio sem cancela de Minas começa a funcionar no dia 4 de junho


Começa a funcionar no próximo dia 4 de junho o primeiro pedágio sem cancela de Minas Gerais. O trecho onde está localizado o pórtico da EPR Sul de Minas fica localizado no km 12,7 da MG-459, em Monte Sião.

A grande novidade deste modelo é que o motorista não precisa parar para fazer o pagamento. A tecnologia implantada pela EPR Sul de Minas - responsável por administrar oito rodovias no sul do estado – permite a passagem dos veículos em fluxo contínuo com mais segurança e agilidade. A cobrança da tarifa é feita através da etiqueta eletrônica (TAG) instalada nos para-brisas dos veículos ou pela leitura das placas.

O pedágio sem cancela identifica a placa e as características do veículo sem a necessidade de parar ou mesmo reduzir de velocidade. Os sensores localizados no pórtico da EPR identificam a altura, a largura e o comprimento do veículo, além da quantidade de eixos rodantes e suspensos, funcionando até mesmo em situações de baixa visibilidade como neblina, período noturno e no acostamento.

“O motorista não precisa parar ou reduzir a velocidade para passar pelo pórtico. Ele pode seguir pela via em velocidade constante, sem a necessidade de pausas. Vale ressaltar que, independentemente do trajeto, é necessário respeitar o limite de velocidade indicado na sinalização para evitar acidentes”, explica a diretora da EPR Sul de Minas, Érica Kawatake.

A inovação adotada pela EPR Sul de Minas também diminui a emissão de gases poluentes dos veículos parados e reduz o impacto ambiental, evitando desapropriações e obras significativas nos locais onde estão sendo instalados os equipamentos.

Como pagar o pedágio sem cancela
Para facilitar o pagamento da tarifa, a recomendação é que os veículos estejam com a etiqueta de cobrança eletrônica (TAG) previamente instalada no para-brisa, para que o valor seja faturado automaticamente. Empresas como Sem Parar, ConectCar, Veloe, Move Mais e Greenpass, assim como bancos, disponibilizam este serviço por meio dos seus sites e aplicativos ou em pontos de venda.

Além de trazer mais comodidade, a etiqueta eletrônica ativa ainda gera descontos de até 72% na tarifa para os condutores de veículos leves e não precisa de cadastro junto à concessionária. O Desconto de Usuário Frequente (DUF) funciona da seguinte forma: a partir da segunda passagem do veículo pelo pórtico no mesmo trecho, dentro do mesmo mês, o desconto já começa a ser aplicado, chegando ao valor máximo no 30º dia em que o motorista cruzar o trecho. Por exemplo: quem passar pela rodovia, no mesmo trecho, por 30 dias consecutivos, pagará a tarifa final de R$ 2,56 no fim do mês.

O condutor que não tem a etiqueta de cobrança eletrônica (TAG) conta com outras alternativas para fazer o pagamento:

No site da EPR Sul de Minas www.eprsuldeminas.com.br/freeflow ou no aplicativo “EPR Pedágio Sem Cancela” disponível para sistemas Android e IOS. Se o usuário optar pelo cadastro no site ou no app, além da comodidade de pagar sem sair de casa, ele ainda recebe alertas a cada passagem pelo pórtico para acompanhar suas despesas.

Se preferir, o motorista pode fazer o pagamento com cartão ou pix na Base de Atendimento ao Usuário da EPR, localizada no km 53 da MG-290, pista sentido Borda da Mata; Posto Canelão, no km 78,5 da MG-290, pista sentido Jacutinga; e Posto Petro Center, no km 19,8 da MG-459, em Monte Sião.

O usuário pode, ainda, pagar em dinheiro ou cartão em qualquer uma das demais sete praças de pedágio EPR Sul de Minas em operação.

Caso a tarifa não seja paga em até 15 dias, será considerada “evasão de pedágio”. O proprietário do veículo receberá multa de R$ 195,23, sendo este valor repassado ao Governo do estado. Também serão aplicados 5 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

コメント


bottom of page