top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Primeiro trimestre de 2024 pode ter calor e chuva acima da média histórica em Minas Gerais




A população poderá enfrentar calor e chuva acima da média histórica em Minas Gerais no primeiro trimestre de 2024. É o que aponta o relatório de tendência climática elaborado pelo Sistema de Meteorologia e Recursos Hídricos de Minas Gerais (Simge), do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam). O documento, elaborado na última terça-feira (26/12), aponta até 2°C de temperatura acima da média em parte do estado.

A previsão feita pelo Simge é de que a maior parte do estado fique com 1°C acima da média histórica, podendo chegar a 2°C no extremo norte mineiro, como no Norte de Minas e no Jequitinhonha. O motivo é a continuidade do fenômeno atmosférico-oceânico, conhecido como El Niño, que é caracterizado por anomalias positivas da Temperatura da Superfície do Mar (TSM), ou seja, águas mais quentes que as normais se estabelecem no Oceano Pacífico Tropical Centro-Oriental, próximo à costa oeste da América do Sul.

“Vale ressaltar que o El Niño 2023/2024 já está entre os cinco mais intensos já registrados (desde 1950) e a tendência é que persista influenciando no clima por toda a estação do verão, ou seja, até o final de março de 2024”, explica o meteorologista do Simge, Heriberto dos Anjos.

Em relação às chuvas no primeiro trimestre de 2024, a tendência é que a porção norte do estado (Noroeste, Norte de Minas e Jequitinhonha) apresentem anomalias positivas de precipitação, com cerca de 50 a 100 mm acima da média. Nas demais regiões de Minas, a previsão é de chuvas dentro da normalidade.

Comments


bottom of page