top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Professores da rede estadual de Minas podem fazer especializações gratuitas

Os professores da rede estadual de ensino de Minas Gerais podem se inscrever, até o dia 14 de fevereiro, para formações gratuitas. Estão disponíveis três especializações em Coordenação Pedagógica, Projeto de Vida e Educação Financeira, sendo que as duas últimas já estão abertas desde o ano passado. Ao todo são 1.500 vagas distribuídas entre os três cursos, que têm a duração total de um ano. As formações oferecidas pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG), em parceria com o Instituto Ânima.
Segundo a SEE/MG, todos os educadores da rede estadual (efetivos ou convocados) podem participar das formações. No entanto, os professores efetivos terão preferência no processo de seleção. Os critérios para se inscrever são apenas ser professor da rede estadual de ensino e possuir curso superior completo. O interessado pode participar de apenas uma das opções.
As pós-graduações disponíveis oferecem certificação pelo Ministério da Educação (MEC), contando com 3 módulos, totalizando 360 horas/aula e será em formato de Educação a Distância (EaD), com encontros síncronos e assíncronos por meio da Plataforma Ulife, disponibilizada pelo Instituto nima.
Especializações
No que diz respeito ao curso de Coordenação Pedagógica, que está iniciando agora em 2024, o primeiro módulo trata das vivências pedagógicas, o segundo se refere a temas específicos da área de coordenação pedagógica e para terminar o curso oferece um módulo eletivo com possibilidades distintas, sobre temas mais gerais ou específicos, de escolha dos cursistas.
Os professores serão capacitados a trabalhar de maneira transversal, atual e em consonância com outros componentes curriculares, de forma a ampliar a visão crítica dos estudantes e reforçar a atuação cidadã e social desses jovens.
Durante a formação, os profissionais terão acesso a ferramentas e estratégias que poderão ser utilizadas para auxiliar o trabalho em sala de aula, de forma a conectar a teoria e a prática, abordando o assunto de maneira que faça sentido para os estudantes.
Fonte: O Tempo

Comments


bottom of page