top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Projeto do Hospital e Maternidade em MG ganha prêmio de inovação no SUS

O reconhecimento é fruto do projeto "Linha de Cuidado a Pacientes Idosos com Fratura de Fêmur"


O Prêmio CriAção SUS busca reconhecer e disseminar práticas de sucesso na gestão da saúde pública — Foto: Pixabay/Divulgação

O Hospital e Maternidade Municipal Dr. Odelmo Leão Carneiro, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, conquistou o Prêmio CriAção SUS na categoria "Atenção Hospitalar Exclusivo SUS". O reconhecimento é fruto do projeto "Linha de Cuidado a Pacientes Idosos com Fratura de Fêmur", desenvolvido pela unidade de saúde, que é gerida pela Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina.

A premiação, promovida pelo Instituto Brasileiro das Organizações Sociais de Saúde (Ibross) e apoiada pelo Conasems, Conass e Instituto Ética Saúde, ocorreu na sede da OPAS/OMS em Brasília. O Prêmio CriAção SUS busca reconhecer e disseminar práticas de sucesso na gestão da saúde pública brasileira, com objetivo de aprimorar a qualidade, segurança e eficácia no atendimento aos pacientes da rede pública.

Ao todo, cinco projetos de saúde pública, implementados em diferentes serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Ceará, foram agraciados com o prêmio. Os vencedores, selecionados em categorias como telemedicina, reabilitação, cuidados paliativos, assistência a idosos, vacinação e resposta rápida em pronto-atendimento, foram premiados com R$ 10 mil cada, além de certificados do Ibross.

O projeto vencedor de Uberlândia destacou-se na categoria "Atenção Hospitalar Exclusivo SUS". Outros vencedores incluíram a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Russas, no Ceará, na categoria "Pré-Hospitalar", e a Casa de Cuidado do Ceará, de Fortaleza, na categoria "Atenção Especializada". A Unidade Básica de Saúde (UBS) Dr. Orestes Moura Pinto, de Guatapará, SP, e a Casa de Saúde Santa Marcelina, em São Paulo, foram premiadas nas categorias "Atenção Primária" e "Atenção Hospitalar Não Exclusivo SUS", respectivamente.

O Prêmio CriAção SUS busca incentivar a implementação de novas tecnologias e soluções inovadoras que contribuam para o desenvolvimento e fortalecimento do SUS. Entre os critérios avaliados pela banca examinadora, composta por especialistas em saúde da OPAS, Instituto de Estudos para Políticas e FGV, estava a viabilidade de replicação dos projetos em outros serviços públicos de saúde no país. Os 15 trabalhos finalistas foram escolhidos entre os cerca de 400 inscritos desde agosto.


FONTE: O Tempo

Comments


bottom of page