top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Rotina dos Assistentes do STF Viraliza nas Redes e Gera Debate sobre Funções e Salários

Durante as sessões presenciais do Supremo Tribunal Federal (STF), 11 assistentes são responsáveis pelo manejo das cadeiras dos magistrados. Além de empurrar e puxar os assentos, esses profissionais servem café e desempenham funções administrativas no Poder Judiciário, recebendo um salário mensal de R$ 6,4 mil.

Nos encontros do colegiado, os assistentes atendem às ordens dos ministros, ajustam suas togas e providenciam cópias de pareceres, petições e outros documentos. Em dias sem sessão, eles organizam os livros nas estantes e arquivam memoriais. Segundo o regimento interno do STF, cada ministro tem direito a um assistente.

Vestimenta Específica
Os assistentes dos ministros do STF têm uma vestimenta específica, composta por terno, gravata e uma capa preta de cetim, diferente da toga usada pelos magistrados. Por causa dessa capa, são conhecidos informalmente como “capinhas”. Esses profissionais são terceirizados e recebem R$ 6,4 mil mensais.

No dia 19 de junho, a rotina de trabalho dos assistentes viralizou nas redes sociais, gerando diversas críticas dos usuários. A principal crítica foi sobre a necessidade de uma pessoa puxar a cadeira para outra que é totalmente capaz de se sentar sozinha.
Fonte: Revista Oeste

Commentaires


bottom of page