top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Senado Debate Resolução do CFM Sobre Proibição de Assistolia Fetal

Nesta segunda-feira, 17, a partir das 9 horas, o Senado realizará uma sessão de debates temáticos para discutir a resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM) que proibiu a assistolia fetal após a 22ª semana de gestação. Esse procedimento é utilizado para o aborto de fetos, e consiste na injeção de cloreto de potássio em altas doses, provocando a morte do feto antes da interrupção da gravidez. A resolução 2.378/2024 do CFM visa impedir esse procedimento em fetos de seis a nove meses, quando há possibilidade de sobrevivência fora do útero.

O senador Eduardo Girão (Novo-CE), autor do requerimento da sessão, defende a proibição da assistolia fetal, argumentando que o ordenamento jurídico brasileiro deve proteger a vida desde a fecundação. A resolução do CFM foi derrubada por decisão monocrática do ministro Alexandre de Moraes do Supremo Tribunal Federal (STF), permanecendo sem validade até o julgamento definitivo.
Participarão do debate:






  • Fonte: Revista Oeste

Comments


bottom of page