top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Sete Lagoas registra três tremores de terra nesta terça-feira

Abalos sísmicos aconteceram em um período de menos de sete horas. No domingo (14), a cidade foi afetada por tremor.


Sete Lagoas fica na Região Central de Minas Gerais — Foto: Luiz Cláudio Alvarenga/Prefeitura de Sete Lagoas/Divulgação
Três tremores de terra foram registrados em um período de menos de sete horas em Sete Lagoas, na Região Central de Minas Gerais, nesta terça-feira (16).

De acordo com a Rede Sismográfica Brasileira (RSBR), o primeiro, de magnitude 2.8 na escala Richter, aconteceu às 2h26 (horário de Brasília) e, depois, às 4h41, de 2.5. Já na manhã, às 8h40, foi registrado o terceiro, de 2.0.

“A gente já teve estudos realizados em Sete Lagoas onde tem ocorrência de atividade sísmica. Têm os parâmetros característicos naturais de atividades sísmicas naturais, ou seja, está havendo recorrência e hoje está havendo sequências de atividades sísmicas, com magnitudes bem baixas. Magnitudes de microtremores que causam pânico à população, mas que não são, de forma efetiva, de causar danos, rachaduras de grande porte ou desmoronamentos por essa magnitude”, explicou George Sand, professor da Universidade de São Paulo (USP).

Pela escala Richter, tremores de magnitude entre 2 e 2.9 geralmente não são sentidos pelas pessoas, mas registrados em sismógrafos.

Ainda segundo o RSBR, é possível que tenha ocorrido outros tremores de magnitudes mais baixas.

Os eventos sísmicos registrados pela RSBR foram analisados tanto pelo Centro de Sismologia da USP quanto pelo Observatório Sismológico da UnB (Obsis).

No domingo

Na noite deste domingo (14), a RSBR registrou tremor de terra, em Sete Lagoas, de 2.3 na escala Richter.

Mas o que vem causando os tremores?

Muitos moradores acreditam que os abalos são causados pelo efeito de explosivos que seriam usados por empresas do município, mas a prefeitura já explicou que elas não usam mais estes dispositivos para a extração calcária. Ácido é utilizado neste trabalho.

A geografia da região influencia na ocorrência de tremores?

A cidade fica em uma região que está em cima de uma placa calcária. Ela vem sofrendo acomodações.
Na região, há cavernas subterrâneas que desmoronam ao longo do tempo. Elas estão a uma profundidade muito grande e não significa que o chão vai abrir, mas quando elas caem, o solo permanece intacto e o que se sente são os abalos.

Histórico

Esse fenômeno não é uma novidade. Nos anos de 1984, 2009, 2017 e 2021 houve registros, mas não há motivo para preocupação porque é algo que pode acontecer em qualquer lugar do Brasil.
A maioria das trepidações é de magnitude igual ou abaixo de 3.0 na Escala Richter, o que é classificado como leve.

A Universidade de São Paulo (USP) tem um estudo que mostra que o aumento significativo da pressão da água em fraturas geológicas pode facilitar deslizamentos, causando tremores, mas os especialistas dizem que ainda não existem dados suficientes para afirmar nada com precisão.

FONTE:G1

Comments


bottom of page