top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Soja representa 68% das perdas na agricultura gaúcha após chuvas intensas, afirma Emater


As fortes chuvas e enchentes que recentemente atingiram o Rio Grande do Sul resultaram em prejuízos bilionários para a agricultura do estado, conforme relatado pelo gerente regional da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) na região sul, Ronaldo Maciel. Em entrevista à CNN, Maciel destacou que a soja, com 58% da área ainda por colher, foi a mais prejudicada, respondendo por 68% das perdas totais.
A situação é particularmente grave em municípios como Santa Vitória do Palmar, próximo à fronteira com o Uruguai, onde muitas lavouras ficaram completamente submersas, dificultando o acesso e a colheita do que restou das plantações. Mesmo nas áreas onde foi possível realizar parte da colheita durante uma breve trégua das chuvas nesta semana, a qualidade dos grãos está seriamente comprometida.
Além da soja, outras culturas também sofreram grandes impactos. O milho e as hortaliças, por exemplo, foram significativamente afetados. As áreas produtoras de hortaliças em Rio Grande, localizadas nas ilhas da região, estão completamente cobertas pela água, resultando em perda total dos plantios, que não resistem ao submersão prolongada.
A pecuária no estado também enfrenta desafios, com a escassez de pastagens e de alimentos para o gado. A pesca artesanal na Lagoa dos Patos não ficou imune aos problemas, com os pescadores enfrentando dificuldades devido aos danos causados pelas enchentes às suas casas e estruturas de beneficiamento da produção.
Os prejuízos abrangem várias vertentes da produção agrícola e pecuária, e os esforços para mitigar os danos e recuperar as áreas afetadas serão intensos nos próximos meses.

Fonte:CNN

Comments


bottom of page