top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

SRS Varginha distribui nova remessa de vacinas contra a covid-19 na região



A Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Varginha distribuiu na terça-feira (21/5), nova remessa de vacina contra a covid-19. As 9.965 doses do imunizante Moderna – XBB Spikevax foram entregues aos 50 municípios que compõem a macrorregião de Saúde Sul de acordo com a demanda de cada localidade.

A retirada dos imunizantes pelos municípios é feita na rede de frio da SRS Varginha.

A aplicação é destinada ao atendimento de pacientes dos grupos prioritários da Estratégia Nacional de Vacinação contra a covid-19. Fazem parte desse grupo idosos, gestantes, puérperas, indígenas, trabalhadores de saúde, institucionalizados, pessoas com comorbidades, imunosuprimidos com mais de 5 anos de idade, crianças de 6 meses a 4 anos, 11 meses e 29 dias e outros.

Vacinação premiada
As ações de mobilização realizadas pelos municípios com o objetivo de ampliar a cobertura vacinal têm sido bem elaboradas, incluindo diversas ações extramuros. O empenho dos municípios foi reconhecido. Dos 50 municípios que compõem SRS Varginha, 24 receberam o selo de reconhecimento “Bora Vacinar” por alcançarem ou se aproximarem das metas de vacinação instituídas pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI) em 2023.

A cerimônia de entrega da certificação, ocorreu em 22/4, em Belo Horizonte, e foi realizada pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), Associação Mineira de Municípios (AMM) e o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais (Cosems). No total 356 municípios mineiros foram premiados.

O Selo Ouro é conferido ao município que atinge a meta nas 14 vacinas avaliadas para crianças menores de um ano e com um ano de idade e o Selo Prata é concedido ao município que consegue atingir de dez a 13 vacinas. Foram avaliadas as coberturas de: BCG, rotavírus humano, pneumocócica, meningocócica C, pentavalente (DTP/HepB/Hib), poliomielite inativada (VIP), febre amarela, pneumocócica 10 (1° reforço), meningocócica C (1° reforço), tríplice viral - D2, poliomielite oral (VOP), DTP (1° reforço), varicela e hepatite A infantil. A meta de cobertura vacinal preconizada pelo Ministério da Saúde para as vacinas BCG e rotavírus é de 90%. Para as demais vacinas, a meta é de 95%.

Dos municípios da área de abrangência da SRS Varginha receberam o Selo Ouro: Cordislândia, Cristina, Cruzília, Dom Viçoso, Ijaci, Itamonte, Jesuânia, Luminárias e Ribeirão Vermelho. Conquistaram o selo prata: Campanha, Carmo de Minas, Carrancas, Coqueiral, Ingaí, Itumirim, Nepomuceno, Olímpio Noronha, Perdões, São Bento Abade, São Sebastião do Rio Verde, Seritinga, Serranos, Três Pontas e Virgínia.
“O município de Cruzília tem desenvolvido um trabalho de fortalecimento da imunização através da capacitação, motivação e parceria entre as equipes, consolidando a participação da comunidade no processo. Essa conexão garantiu a cobertura vacinal alavancada e fomos agraciados pelo 2° ano consecutivo com o Selo Ouro - Bora Vacinar”, comemora Patricia Barros, coordenadora de Imunização no município.

A referência técnica de imunização da SRS Varginha, Poliana Pereira, destaca que a premiação representa o reconhecimento de um trabalho árduo, exitoso e de grande compromisso com o bem comum. “Este êxito que foi possível, por meio de adoção de excelentes estratégias de sensibilização da população visando o aumento da adesão à vacinação, tais como: a mobilização, comunicação social e ampla divulgação das ações de vacinação no território, ampliação/oferta do acesso a vacinação através de estratégias de vacinação extramuros, somando-se, neste período do ano de 2023, a intensa mobilização e execução de ações de vacinação no âmbito das escolas”.

Poliana Pereira esclarece que a parceria entre saúde e educação é essencial para o alcance das metas de indicadores de coberturas vacinais, contribuindo para a promoção da saúde e prevenção da disseminação de doenças imunopreviníveis nos territórios mineiros. A parceria possibilita resgatar o espaço escolar como importante ambiente de promoção da vacinação e sensibilização de pais, alunos, professores e busca ativa de não vacinados.

Porém, a referência observa ainda que, na média a cobertura vacinal das vacinas indicadas para os menores de 1 ano e 1 ano de idade na SRS Varginha, no período de janeiro a dezembro de 2023 não atingiu a meta preconizadas pelo PNI, que é 90% para as vacinas BCG e Rotavirus e 95 % para as demais vacinas. “Isso demonstra a necessidade de aumentar os esforços através de ações de vacinação que almejem o alcance de elevadas e homogêneas coberturas vacinais”, conclui a referência técnica de imunização da SRS Varginha.

Por Thayane Viana de Carvalho Lenzi

Comments


bottom of page