top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Suspeito de sequestrar gerente de banco e a família dela em Ipuiúna é preso pela Civi em Alfenas, MG

Caso aconteceu em agosto deste ano em Ipuiúna; mandado foi cumprido nesta terça-feira em Alfenas.


Um homem de 25 anos suspeito de sequestrar uma gerente do Banco do Brasil e a família dela em agosto deste ano em Ipuiúna (MG), foi preso pela Polícia Civil em Alfenas (MG). O mandado foi cumprido na terça-feira (12).

Segundo a Polícia Civil, o homem foi preso no bairro Jardim Nova América. Ele é investigado por crime de roubo e extorsão mediante sequestro. O homem também já tinha outros dois mandados de prisão em aberto.

Suspeito de sequestrar família e gerente de banco em Ipuiúna é preso pela Polícia Civil em Alfenas, MG — Foto: Polícia Civil

Conforme a polícia, a ação contou com intenso monitoramento do investigado que se entregou aos policiais civis após a abordagem no interior da residência em que se encontrava juntamente com um comparsa.

Após a prisão, o suspeito foi conduzido para a Delegacia Regional de Alfenas para o cumprimento dos mandados e o encaminhamento ao presídio da cidade, local em que ficará à disposição da justiça.
Segundo a polícia, as investigações seguem em andamento.

Gerente e família são feitos reféns em assalto a agência bancária em Ipuiúna, MG — Foto: Marcos Corrêa

Agência alvo de criminosos


Uma agência bancária foi alvo de criminosos no dia 3 de agosto em Ipuiúna. Segundo a Polícia Militar, a gerente do Banco do Brasil e a família dela foram feitos reféns.

De acordo com PM, os criminosos invadiram a casa da funcionária do banco na noite anterior. Dois indivíduos renderam pai, mãe e irmão. Eles foram amarrados e presos em um quarto.

Ainda conforme a polícia, por volta de 7h do dia 3, a gerente foi com um dos autores até a agência bancária de Ipuiúna. O suspeito permaneceu lá até as 9h30, quando fugiu levando dinheiro.

Gerente e família são feitos reféns em assalto a agência bancária em Ipuiúna, MG — Foto: Jornal Alto Rio Pardo

A gerente permaneceu na agência após a saída do criminoso. Já a família dela foi liberada na zona Sul de Poços de Caldas (MG) por volta das 10h do mesmo dia. Nenhuma das vítimas ficaram feridas.

A polícia foi acionada pelo botão de pânico da central de monitoramento do banco. Segundo a polícia, câmeras registraram toda a ação dos criminosos. Em seguida, o suspeito fugiu do local em um carro preto que seria de uma funcionária do banco.

FONTE:G1

Comments


bottom of page