top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Uma funcionária de uma casa lotérica está sob suspeita de fraudar dados para sacar benefícios do governo em Minas Gerais.

Divulgação


As investigações começaram após uma auditoria da Caixa Econômica Federal identificar aproximadamente 35 comandos suspeitos.

Na manhã desta terça-feira (21 de maio), a Polícia Federal (PF) está cumprindo mandados de busca e apreensão contra suspeitos de fraude de dados para saque indevido de benefícios assistenciais pagos pelo Governo Federal, na cidade de Barbacena, na região central de Minas.

De acordo com a PF, o principal suspeito teria aliciado a funcionária da casa lotérica para ajudá-lo no esquema. A investigação aponta que a funcionária inseria dados falsos no sistema bancário para viabilizar o saque indevido dos benefícios.

A auditoria da Caixa Econômica Federal detectou cerca de 35 comandos fraudulentos realizados por essa funcionária, e as investigações continuam para esclarecer todos os detalhes do caso.

Se a fraude for comprovada, os envolvidos poderão responder por furto qualificado e inserção de dados falsos no banco de dados da administração pública, com penas que podem chegar a até 12 anos de reclusão.

Fonte: O Tempo

Comments


bottom of page