top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Vasco terá mais de R$ 250 milhões para investir no futebol em 2024

A permanência do Vasco na Série A, após vitória sobre o Red Bull Bragantino nesta quarta-feira, salvou o clube de um final trágico no primeiro ano como SAF. A garantia de disputar a Primeira Divisão em 2024 vai resultar em um investimento maior do que o que feito pela 777 Partners até aqui, somando os dois primeiros aportes da empresa.
Isso porque o contrato de venda da SAF prevê a maior parte do investimento em 2024, segundo ano da gestão da 777 sobre o futebol do Vasco. Ao todo, a empresa acertou pagar R$ 700 milhões por 70% das ações da SAF, em três anos.
A divisão dos aportes é a seguinte:
2022: R$ 70 milhões (empréstimo-ponte) + R$ 120 milhões
2023: R$ 120 milhões
2024: R$ 270 milhões
2025: R$ 120 milhões (último aporte)
"Investimento pesado"
Por contrato, a empresa é obrigada a depositar os valores acima, mas uma queda para a Série B poderia alterar os planos. Afinal, não faria sentido investir pesado no time na Segunda Divisão.
Com uma base do atual elenco que salvou o Vasco e com a intenção de manter a comissão técnica - Ramón Díaz tem contrato até dezembro de 2024 -, a ideia é contratar jogadores que tragam peso para o time disputar títulos na próxima temporada. Ao contrário deste ano, o clube não vai precisar passar por uma reformulação completa.
- Sobre o orçamento, não falamos de números por questões estratégicas. Mas vamos sim estar presentes no mercado para competir com os grandes times por jogadores bons jogadores. Não posso prometer presente de Natal. Só posso prometer que os jogadores que chegarão para 2024 serão do tamanho do Vasco. Vamos brigar com investimento pesado para trazer o Vasco para parte de cima da tabela para brigar por campeonatos - disse o CEO Lúcio Barbosa.
O responsável pelo mercado do Vasco será o próximo diretor esportivo. Alexandre Mattos, do Athletico-PR, é o nome mais cotado para assumir no lugar de Paulo Bracks, demitido nesta quinta. A SAF espera ter uma definição rápida em relação ao próximo executivo.
O último pagamento entrou nos cofres do clube em outubro deste ano, com mais de um mês de atraso. O Vasco havia recebido adiantamento de R$ 16 milhões no meio do ano para ajudar na janela de transferências. Com juros, o valor depositado foi R$ 110 milhões.
Parte desse dinheiro servirá à SAF para usar na janela pós-campeonato, visando a montagem do elenco para o ano que vem.
O Vasco fez investimento alto em reforços em 2023 - os mais de R$ 110 milhões gastos fez desta a temporada em que o clube mais investiu em sua história. Assim, o time já tem uma base, mas há o entendimento de que o elenco precisa ser encorpado.
Até porque a expectativa do clube, repassada à 777 durante as negociações, é a de que o Vasco tenha um time competitivo e dispute títulos em 2024.
O aporte de R$ 270 milhões só cairá nos cofres do clube em setembro de 2024. Mesmo assim, o Vasco poderá fazer compromissos pensando nesse dinheiro. Em 2023, por exemplo, o departamento de futebol optou por parcelar as aquisições de direitos econômicos de atletas.
Com o risco de queda até a última rodada do Brasileirão, o Vasco começa agora a planejar de fato 2024. Pelo menos o clube tem a garantia de que não faltará dinheiro para investir.
Fonte: Globo Esporte

Comments


bottom of page