top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

A próxima pandemia que pode assolar o mundo provavelmente surgirá de uma variante ou mutação do vírus influenza.

Divulgação
Especialistas do consórcio Vaccelerate emitiram um alerta após reunirem dados de profissionais de saúde e infectologistas globalmente. O levantamento contou com 187 respostas de especialistas de 57 países.

Conforme um pré-relatório a ser divulgado nesta semana pelos cientistas, o alerta surge em meio ao avanço de cepas da gripe aviária, anteriormente restritas a aves, mas que agora estão se disseminando entre mamíferos, como gados nos Estados Unidos. De acordo com o pré-relatório da Vaccelerate, nos casos esporádicos em humanos, a variante da influenza pode apresentar uma letalidade acima de 50%.

A Vaccelerate é uma rede de pesquisa clínica dedicada à coordenação e condução de ensaios de vacinas contra a COVID-19, composta por instituições acadêmicas de toda a Europa. Liderado pelo Hospital Universitário de Colônia, na Alemanha, o consórcio atualmente engloba 31 parceiros nacionais em 18 Estados-membros da União Europeia e cinco países associados ao programa de pesquisa Horizonte 2020 da UE.
De acordo com o Ministério da Saúde, a gripe causada pelo vírus influenza é uma infecção aguda do sistema respiratório, altamente transmissível. Existem quatro tipos de vírus influenza/gripe atualmente: A, B, C e D. Os vírus influenza A e B são responsáveis por epidemias sazonais, com o vírus influenza A desencadeando grandes pandemias.

Tipo A: encontrados em várias espécies animais, além dos seres humanos, como suínos, cavalos, mamíferos marinhos e aves. As aves migratórias desempenham um papel importante na disseminação natural da doença em diferentes regiões do mundo. Esses vírus são classificados em subtipos de acordo com as combinações de duas proteínas diferentes, Hemaglutinina (HA ou H) e Neuraminidase (NA ou N).

Atualmente, os subtipos A(H1N1)pdm09 e A(H3N2) circulam sazonalmente e infectam humanos, enquanto alguns vírus A de origem animal podem causar doenças graves, como os vírus A(H5N1), A(H7N9), A(H10N8), A(H3N2v), A(H1N2v) e outros.

Tipo B: infectam exclusivamente seres humanos e podem ser divididos em duas linhagens principais, B/Yamagata e B/Victoria. Os vírus da gripe B não são classificados em subtipos.

Tipo C: infectam humanos e suínos, mas são detectados com menos frequência e geralmente causam infecções leves, com implicações de saúde pública menos significativas, não estando relacionados a epidemias. Em 2011, um novo tipo de vírus da gripe foi identificado, o vírus influenza D, isolado nos Estados Unidos em suínos e bovinos, sem relatos de infecção ou doença em humanos.
Fonte: OTempo
 

Comments


bottom of page