top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Caso Henry Borel: Cremerj mantém cassação do registro de Dr. Jairinho


/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Por unanimidade, os 42 conselheiros que compõem a Segunda Câmara do Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj) mantiveram a cassação do registro de Jairo Souza Santos Junior, o Dr. Jairinho, durante plenária na tarde desta terça-feira, 18. Jairinho tinha entrado com recurso devido à sentença anterior de cassação do seu registro profissional. Ele é acusado pela morte do enteado Henry Borel, de 4 anos, que aconteceu no dia 8 de março de 2021. A mãe do menino, Monique Medeiros de Almeida, que era companheira de Jairinho, também responde pelo crime de homicídio. O pedido de cassação foi apreciado pelos conselheiros e não foi acolhido. De acordo com os conselheiros, as ações do ex-vereador e médico eram incompatíveis com a ética médica e uma grave violação dos princípios fundamentais da profissão. A cassação do registro “é a punição mais alta, conforme a legislação vigente”. Com esta decisão, no Cremerj não cabe mais recurso, mas Jairinho ainda poderá recorrer da medida junto ao Conselho Federal de Medicina (CFM), em Brasília.



JovemPan


Participe do Grupo do Jornal Gazeta de Varginha no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui

Comments


bottom of page