top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Ações pedagógicas desenvolvidas pela Secretaria de Educação de Minas foram reforçadas em 2023




Os desafios pedagógicos enfrentados pela rede estadual de ensino são variados e demandam abordagens estratégicas para promover a qualidade e equidade na educação. A diversidade de estudantes, com suas necessidades individuais, exige metodologias e estratégias de ensino flexíveis e inclusivas.

Em 2023, a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) trabalhou para minimizar a perda das aprendizagens intensificadas com o período da pandemia, bem como para desenvolver os aspectos sócio-emocionais dos profissionais e estudantes da rede, além do fortalecimento da segurança do espaço escolar enquanto local de sintoma e ressonância de questões sociais.

Dentre as ações inovadoras implementadas no último ano, destacam-se o Plano de Recomposição das Aprendizagens (PRA), que orientou as escolas na recomposição e consolidação das habilidades não oferecidas durante a pandemia; o Agrupamento Temporário Intermitente, que trabalha habilidades específicas de Matemática e Língua Portuguesa, identificadas com defasagem após avaliação; e o Plano de Enfrentamento ao Abandono e à Evasão Escolar, que busca reduzir as taxas de abandono e evasão escolares.

“Pensando no nosso compromisso de assegurar acesso, permanência e, sobretudo, aprendizado dos nossos estudantes, ao longo de 2023 muitas foram as ações desenvolvidas que se preocuparam em recompor, especialmente, as perdas de aprendizagens ocasionadas pelo período da pandemia. Todas essas ações se configuram enquanto intervenções pedagógicas essenciais para melhoria da qualidade de aprendizagem dos estudantes”, afirma a superintendente de Políticas Pedagógicas, Graziela Trindade.

Plano de Enfrentamento ao Abandono e à Evasão Escolar
No início de 2023, o Plano de Enfrentamento ao Abandono e à Evasão Escolar foi elaborado e divulgado, fornecendo um conjunto de ações para reduzir as taxas de abandono e evasão escolar. Composto por três frentes - Busca Ativa (ações com o objetivo de regularizar a frequência do estudante), Diário Escolar Digital (seu preenchimento pelos professores e especialistas é essencial para a identificação dos casos de infrequência, evasão e abandono escolar) e Intervenção Pedagógica (ações com intuito de regularizar o aproveitamento do estudante) -, o plano abrange desde a prevenção da infrequência até medidas para recuperar o aprendizado perdido durante esse período.

De acordo com dados coletados no sistema Monitora Busca Ativa, implementado na segunda onda do programa em 2023, considera-se que no 1º bimestre retornaram 71.603 (68,7% do público-alvo) e no 2º bimestre retornaram 114.329 (75,22%) estudantes infrequentes.

Plano de Recomposição das Aprendizagens
O Plano de Recomposição das Aprendizagens (PRA), implementado em 2023, tem como objetivo reduzir gradativamente as possíveis perdas de aprendizagem e recompor as habilidades necessárias para que os estudantes prossigam em suas jornadas acadêmicas sem lacunas, garantindo assim o direito à aprendizagem.
Por meio da formação de Núcleos de Gestão Pedagógicos central e regional, as escolas foram orientadas quanto à recomposição e consolidação das habilidades não oferecidas durante a pandemia. Regulamentado pela Resolução SEE nº 4.825/2023, o PRA conta com três eixos: evasão escolar, aspectos socioemocionais e lacunas de aprendizagem. Ele foi disponibilizado para todas as 3.427 escolas estaduais mineiras, sendo 379 instituições monitoradas sistematicamente, com visitas semanais para acompanhar a implementação do Currículo Referência de Minas Gerais (CRMG).

Entre os meses de junho a agosto, o Núcleo Regional realizou mais de 20 mil visitas a escolas em toda a rede e 960 visitas a escolas contempladas, preenchendo formulários de Primeira Visita (Diagnóstico), Acompanhamento Semanal e Acompanhamento Mensal. Os Planos de Ação foram desenvolvidos valorizando o histórico, ações anteriores e novas propostas, alinhados ao catálogo de habilidades, documento que apresenta todas as habilidades a serem recompostas por componente curricular e ano de escolaridade, bem como a descrição de cada uma delas.

Agrupamento Temporário Intermitente
Estratégia de intervenção pedagógica que teve início em agosto de 2023, o Agrupamento Temporário Intermitente consiste em agrupar até cinco estudantes, temporariamente, em arranjos pedagógicos fora da sala de aula para trabalhar habilidades específicas de Matemática e Língua Portuguesa, com defasagem identificada após avaliação. Neste modelo de agrupamento as aulas são ministradas por outro professor diferente do professor da turma. O agrupamento ocorre em outros espaços escolares disponíveis dentro do horário regular de aula.

Material de Apoio Pedagógico de Aprendizagem
Para subsidiar as ações de fortalecimento das aprendizagens (Plano de Recomposição das Aprendizagens, Reforço Escolar e Agrupamento Temporário Intermitente), foram elaborados, a partir do Material de Apoio Pedagógico de Aprendizagem (Mapa), Catálogos de Habilidades específicas que foram trabalhados em cada um desses contextos. Nesse sentido, o Mapa instrumentalizou a rede e possibilitou o acesso ao currículo de forma equitativa.
O Mapa foi elaborado pela Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores da SEE/MG e é um percurso composto pelo Currículo Referência de Minas Gerais, o Plano de Curso, Cadernos Mapa, o jornal Lupa, o Se Liga na Educação e o Plano de Aula do Professor.

bottom of page