top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Festival de Parintins: Do rio Amazonas para Varginha e o mundo ver



Em colaboração especial: Diego Gazola e Natália Estrela

É muito comum me perguntarem sobre qual é o meu lugar favorito no Brasil, principalmente em função dos 18 guias de viagem que participei da produção. Quando isto acontece, em geral as pessoas esperam como resposta algo como: Rio de Janeiro, Salvador ou Bonito/MS. Mas não, o que mais me impacta desde 2006 quando estive pela primeira vez por lá, é a cidade de Parintins.

Localizada no coração da Amazônia, no estado do Amazonas, a “Ilha da Magia” como é reconhecida fica às margens do imponente rio Amazonas. Ali acontece um espetáculo único, que transcende fronteiras e transporta os espectadores para um reino de magia e folclore. É o Festival Folclórico de Parintins, uma celebração vibrante que encapsula a riqueza cultural e a paixão do povo amazônico.

A participação de Isabelle Nogueira, Cunhã Poranga de uma das agremiações no BBB24 potencializou a visibilidade e esse ano além da TV A Crítica (SBT), a Rede Globo também vai fazer a cobertura especial do evento.

COMO É O FESTIVAL
A cada ano, no último fim de semana de junho, a cidade de Parintins se transforma em um palco onde duas agremiações rivais, o Boi Garantido de cor predominantemente vermelha e o Boi Caprichoso de cor azul prioritariamente, se enfrentam em uma competição de performances deslumbrantes. O festival é uma ode à mitologia amazônica, uma fusão de dança, música, teatro e artesanato que encanta e emociona a todos os presentes.

Enquanto os tambores ressoam pela floresta, a energia contagiante emana pelo Bumbódromo, um grandioso estádio construído especialmente para o evento. As cores vibrantes dos trajes dos brincantes refletem a exuberância da flora e fauna amazônica, enquanto as toadas, canções folclóricas regionais, contam histórias de amor, coragem e tradição.

Mas o Festival de Parintins é mais do que apenas um espetáculo visual e musical; é uma manifestação de identidade e orgulho cultural. Para os moradores locais, o festival é o ápice de um ano de preparação árdua, onde cada detalhe, desde a confecção dos adereços até a coreografia das apresentações, é executado com devoção e dedicação.

As noites de competição são intensas, com as arquibancadas vibrando ao som das torcidas apaixonadas, cada uma vestindo as cores de seu boi favorito e entoando cantos de apoio. É um espetáculo de rivalidade saudável, onde a competição transcende as diferenças e une as pessoas em uma celebração coletiva.

À medida que as luzes se apagam no Bumbódromo e o eco dos aplausos se desvanece na noite amazônica, fica a lembrança de uma experiência única, uma celebração da vida, da arte e da diversidade cultural. O Festival Folclórico de Parintins é mais do que um evento; é um testemunho da resiliência e da vitalidade do povo amazônico, uma ode à beleza e à magia da região que chamamos de lar.

COMO CHEGAR EM PARINTINS
Todos os anos, desde 2011, pessoas de todo o Brasil me procuram na intenção de obter detalhes sobre como viajar para o evento. As formas de se chegar a Parintins vão desde o transporte aéreo desde Manaus até o modo mais tradicional, por meio de navegação pelo rio Amazonas. Estas saídas acontecem desde Santarém e Manaus.

SORTEIO DE EXEMPLAR DO GUIA PARINTINS
Um exemplar do guia Parintins - Histórico, Ecológico e Cultural produzido por nós vai ser sorteado entre os leitores do jornal Gazeta de Varginha e enviado pelos Correios.
Para concorrer, os interessados devem marcar três nomes na publicação em colab do Instagram e seguir entre a @vamosparaparintins e @gazetavga.
O resultado será divulgado no dia 17 de junho (sexta) às 10h.

COBERTURA COMPLETA NA GAZETA DE VARGINHA
A experiência de viagem de cerca de 20 turistas nesta edição de 2024 vai ser registrada nas páginas da Gazeta. No início de julho uma reportagem especial vai ser publicada para os nossos leitores.

Para mais informações, acesse o nosso perfil no Facebook facebook.com/VamosParaParintins , no Instagram instagram.com/vamosparaparintins , ou ainda pelo site: www.vamosparaParintins.com.br

Diego Gazola é parceiro da Gazeta de Varginha e realiza anualmente a cobertura do evento.

Kommentare


bottom of page