top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Marcelinho Carioca: O que se sabe sobre o caso de resgate do ex-jogador

O ex-jogador Marcelinho Carioca foi encontrado nesta segunda-feira (18) e está numa delegacia, em Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo. O ex-jogador estava desaparecido desde o último domingo (17), após sair do show do cantor Thiaguinho na Neo Química Arena, em Itaquera, zona leste de São Paulo.
O carro de Marcelinho também foi localizado na cidade de Itaquaquecetuba, região metropolitana de São Paulo.
Agentes da corporação que acompanharam o ex-jogador disseram à CNN que ele estava em um cativeiro.
Veja abaixo o que sabemos do caso
Ex-jogador
encontrado
Marcelinho Carioca foi encontrado na tarde de segunda-feira (18). Ele foi levado para uma delegacia em Itaquaquecetuba, região metropolitana de São Paulo. O ex-jogador estava com uma camiseta enrolada na cabeça. Ele chegou numa viatura da PM.
O resgate de Marcelinho ocorreu após a polícia ser acionada.
Segundo a Polícia Civil, cerca de R$ 40 mil foram levados de Marcelinho. Cinco pessoas foram presas.
Como ocorreu o
desaparecimento?
Marcelinho desapareceu no domingo, após sair do show do cantor Thiaguinho na Neo Química Arena, em Itaquera, zona leste de São Paulo.
Segundo a Secretaria de Segurança Pública, três dos suspeitos foram presos pela Polícia Militar na região onde um veículo foi encontrado abandonado hoje (18), em Itaquaquecetuba. Ainda conforme a SSP, o Sistema de Identificação Automatizada de Impressões Digitais foi acionado para apurar as circunstâncias e identificar os envolvidos.
Carro encontrado
O carro do ex-jogador foi localizado pela polícia de São Paulo em uma rua da cidade de Itaquaquecetuba, na região metropolitana da capital. A localização aconteceu na manhã da segunda-feira (18).
De acordo com o policiamento da região, os militares do 35º BPM/M foram acionados pelo Centro de Operações da Polícia Militar, após moradores denunciarem um caso de abandono de veículo, na Rua Jacareí, no bairro Jardim Valparaíso.
Agentes da polícia civil realizaram a perícia no veículo.
Trajeto do veículo
A CNN teve acesso aos registros do Detecta, sistema de monitoramento inteligente do Estado de São Paulo, que conta com câmeras espalhadas por diversas vias. O trajeto do veículo entre a Neoquímica Arena e o último registro de monitoramento é de quase 27 quilômetros.
O sistema aponta que o carro de Marcelinho Carioca se aproximou da Neo Química Arena, em Itaquera, na zona leste da capital paulista, após às 14h40 de sábado (16). Nas redes sociais, o ex-jogador chegou a publicar um vídeo no estádio entre o final da tarde e o começo da noite.
Não há registros do momento em que Marcelinho deixou o estádio. Os dados mostram que entre a Neo Química Arena e o local que o carro foi encontrado, em Itaquaquecetuba, na grande São Paulo, o veículo do jogador passou por mais dois radares.
O monitoramento mostra um último registro feito durante a madrugada, à 1h36, nas proximidades da avenida João Barbosa de Moraes, já em Itaquaquecetuba.
Marcelinho Carioca diz que foi forçado a fazer vídeo
Ainda na tarde desta segunda, circulou pelas redes sociais um vídeo em que o ex-jogador aparece com um olho roxo e dizendo que foi sequestrado após se relacionar com uma mulher casada.
Marcelinho Carioca disse em coletiva de imprensa na segunda-feira (18) que nunca teve um envolvimento amoroso com a mulher que aparece no vídeo divulgado mais cedo. Segundo o ex-jogador, ele foi forçado a fazer o vídeo sobre “ter saído com uma mulher casada”, e que teve um “revólver apontado na cabeça”.
“Se você tem uma arma apontada na cabeça e a pessoa te obriga a falar, o que você faz? Eu fui obrigado a falar”, disse Marcelinho sobre o vídeo. “Eu vi tanta coisa. Eles queriam dinheiro, levaram. Não estava preocupado com o dinheiro, mas com a minha vida, a vida dela”, disse.
Quem é Marcelinho Carioca
Marcelinho Carioca foi revelado pelo Flamengo em 1988, fazendo parte de uma das melhores gerações de jovens do clube. Pelo Rubro-Negro, conquistou a Copa São Paulo de Futebol Júnior (1990) e fez parte dos elencos que conquistaram a Copa do Brasil em 1990 e o Brasileirão de 1992. Mas foi no Corinthians que Marcelinho colocou seu nome na lista dos principais meio-campistas do país.
O camisa 7 chegou ao Alvinegro em 1993 e a partir daí começou a escrever uma vitoriosa história no clube.
Foram 433 jogos e 206 gols pelo Timão. Especialista em cobranças de falta e com o pé direito sempre calibrado, Marcelinho virou um pesadelo para os adversários e recebeu o apelido de “Pé de Anjo” da torcida corintiana.
Marcelinho Carioca conquistou 10 títulos no Corinthians, sendo o recordista de taças no clube. Entre os principais troféus estão: quatro Campeonatos Paulistas, dois Campeonatos Brasileiros, uma Copa do Brasil e o Mundial de Clubes da Fifa.
O “Pé de Anjo” foi eleito três vezes o melhor meio-campista do Campeonato Brasileiro e é o jogador com mais assistências na história do Corinthians, com 185 passes para gol.
O ex-jogador ainda teve rápidas passagens na Europa por Valencia, da Espanha, e Ajaccio, da França, além de também ter atuado por Vasco, Santo André e Brasiliense, na parte final da carreira.
Fonte: CNN

Comments


bottom of page