top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Coluna Minas Gerais - 26/12/2023




MoC é capital nacional dos consórcios
Mapeamento feito pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) consolida Montes Claros como capital nacional dos consórcios públicos. A cidade-mãe do Norte de Minas abriga o maior número de mecanismos do Brasil, sendo sede de seis consórcios, que abarcam 183 municípios. No segundo lugar aparecem Curitiba/PR e Cuiabá/MT, com cinco consórcios públicos. São Luís/ MA, Conselheiro Lafaiete/MG, Governador Valadares/MG, Muriaé/MG, Viçosa/MG, Americana/SP, Penápolis/SP, Ivaiporã/PR e Londrina/PR sediam quatro consórcios. Duas cidades do Norte de Minas abrigam dois consórcios: Brasília de Minas e Taiobeiras. (Novo Jornal de Notícias – Montes Claros)
 
Ceia ficou 10% mais cara em Uberlândia
Uma pesquisa divulgada pelo Centro de Estudos, Pesquisas e Projetos Econômico-Sociais (Cepes) da UFU revelou que os produtos que compõem a ceia de Natal ficaram mais caros neste ano em Uberlândia. O levantamento mostrou que 16 dos 17 itens analisados apresentaram um aumento médio de 10% em relação ao ano anterior. O item que mais registrou elevação foi o azeite comum (500 ml), que teve um alta de 36,11%. A pesquisa, que compara os preços de produtos típicos para a celebração natalina, indicou ainda que o panetone tradicional (400g) teve um acréscimo de 31,27% no preço médio, que subiu de R$14,85 para R$19,48, em um ano. (Diário de Uberlândia)
 
JF notificou 43 novos casos de HIV
Em 2023, até o último dia de junho, Juiz de Fora notificou 43 diagnósticos de HIV no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan). De 2015 a 2021, os casos, no período de janeiro a dezembro de cada ano, foram decrescendo gradativamente, indo de 186 (2015) para 94 (2021). Contudo, no ano passado, o número cresceu para 99 registros, expressando o retorno de um pequeno aumento, depois de seis anos em queda. A informação é do Departamento de Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis do Ministério da Saúde, através do Painel de Indicadores de Dados Básicos do HIV/AIDS nos municípios brasileiros. (Tribuna de Minas – Juiz de Fora)
 
Itatiaiuçu tem 4º maior PIB
Itatiaiuçu está na lista dos municípios com maior Produto Interno Bruto (PIB) per capita do Brasil, considerando o ano de 2021, ocupando a quarta colocação geral entre 5.570 municípios em todo o País, com o PIB no valor de R$ 610.779,65 por pessoa. Além do município, outras 20 cidades mineiras responderam por mais da metade do PIB de Minas Gerais, estimado em R$ 857,6 bilhões em 2021, conforme indicador disponibilizado pela Fundação João Pinheiro, detalhando o cálculo dos destaques per capita e ganhos de participação no produto agregado estadual. (Folha de Itatiaiuçu)
 
Sete Lagoas ganha centro de atendimento
Foi inaugurado na semana passada, na Câmara Municipal de Sete Lagoas o Centro de Atendimento ao Cidadão (CAC), que tem como objetivo oferecer, nas instalações do próprio prédio, serviços essenciais para a população voltados à efetivação da cidadania. “Já contaremos com o Procon na Câmara, Internet Popular e, em tramitação, a instalação de nossa Ouvidoria. Todos os equipamentos com acessibilidade garantida para portadores de necessidades especiais. Também inauguramos o Coworking, voltado para os servidores da Casa e imprensa”, anunciou o presidente do Legislativo, vereador Caio Valace. (Diário Sete Lagoas)
 
 Vila Galé faz 60 projetos sociais
Ações foram realizadas pelos 10 hotéis da rede com o objetivo de contribuir socialmente e criar um relacionamento próximo da sociedade. Cumprindo o compromisso da Vila Galé pelos meios sociais e contribuição solidária, os 10 hotéis da rede realizaram 58 ações sociais ao longo de 2023. As ações aconteceram nas cidades em que as suas unidades estão inseridas, gerando assim transformação e proximidade com a comunidade. (MG Turismo - Belo Horizonte)
 
Jeceaba conquista título de Patrimônio
A Semana Santa de Jeceaba (MG) é, agora, Patrimônio Cultural Imaterial do município. O projeto de lei que requereu o título foi aprovado pela Câmara Municipal em 22 de novembro e sancionado e promulgado pelo prefeito na última segunda-feira, 18 de dezembro, pela Lei nº 1419/2023. Dessa forma, a legislação visa garantir que as comunidades de fé possam elaborar e executar os seus trabalhos da melhor maneira possível, contando com o apoio do poder público municipal sempre que necessário. (Correio Online - Conselheiro Lafaiate)

Comments


bottom of page