top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Jovem morre depois de ser encontrada em chamas por caminhoneiro na BR-040


Layze Sthepanie Gonzaga Ramalho da Silva foi espancada e esfaqueada antes de ter o corpo queimado pelos suspeitos. — Foto: Redes Sociais
Uma tragédia chocou a cidade de Pedro Leopoldo, na Grande BH, quando uma mulher, identificada como Layze Stephanie Gonzaga Ramalho da Silva, de 21 anos, foi encontrada em chamas às margens da BR-040 na noite de segunda-feira (19). Segundo informações da Polícia Militar (PM), Layze havia sido sequestrada e mantida em cárcere privado desde o dia 11 de fevereiro.

A família da vítima foi alvo de chantagem, sendo exigido o pagamento de R$ 30 mil para a libertação da jovem com vida. Curiosamente, recentemente Layze apresentou à família um homem como seu namorado, que agora é um dos suspeitos de participação no crime.

Antes de ter o corpo encontrado em chamas, Layze foi cruelmente espancada e esfaqueada sete vezes. Apesar dos esforços dos socorristas e de ser levada ao Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte, com 90% do corpo queimado, infelizmente ela não resistiu aos ferimentos e faleceu durante a madrugada desta terça-feira (20).

A investigação contou com a colaboração da família, que forneceu à polícia o número de uma chave PIX utilizada pelos criminosos para o pagamento do resgate. Com base nessa informação, um homem e uma mulher foram localizados e presos na Região de Venda Nova, em Belo Horizonte, como suspeitos do crime.

Os documentos apresentados pelo homem detido eram falsos, impossibilitando sua identificação até o momento. Segundo as autoridades, os suspeitos afirmaram que Layze tinha uma dívida com o tráfico, justificando o valor exigido à família.

O homem confessou à polícia que horas antes do crime teve relações sexuais com a vítima e deixou o telefone celular dela como garantia de pagamento em um motel, na tarde da segunda-feira (19).

Um homem e uma mulher foram localizados e presos na Região de Venda Nova, em Belo Horizonte, como suspeitos do crime. FOTO: Reprodução

O que diz a Polícia Civil


Leia a íntegra da nota:

"Em relação aos fatos ocorridos na noite desta segunda-feira (19/2), na rodovia BR-040, na região de Pedro Leopoldo, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), tão logo acionada, deslocou equipe da perícia oficial ao local do crime, onde foram realizados os primeiros levantamentos e a coleta de vestígios que irão subsidiar a investigação.
A vítima, uma mulher de 21 anos, foi socorrida e encaminhada para um hospital, em BH, onde recebeu o devido atendimento médico-hospitalar, mas não resistiu aos ferimentos e foi a óbito. Em seguida, o corpo dela foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal dr André Roquette para ser submetido ao exame de necropsia.
Após diligências realizadas pela Polícia Militar, na capital, uma mulher, de 34 anos, e um homem, 36 anos, foram conduzidos à delegacia e a ocorrência encontra-se em andamento. Outras informações poderão ser repassadas após a finalização dos procedimentos de polícia judiciária."

Comments


bottom of page